quinta-feira, 21 de julho de 2016

Sons Belgas + Saudações!

Goeiedag pessoal!!

Hoje foi dia de "aula" no canal Aqui na Bélgica!!
No vídeo, Pieter tímidérrimo nos mostra como fazer o som das letras corretamente, porque essa costuma ser uma das partes mais difíceis do holandês.

No vídeo, treinamos o som do 'H', que lembra o nosso R. Haat (ódio), por exemplo, seria como dizer "rat", com o 'a' mais longo.

Também tentamos explicar que o 'G' é como o H, mas o som sai um pouco do fundo da língua...
Não temos nenhuma letra no alfabeto português cujo som seja parecido... Eu, depois de 4 anos aqui nesse país, ainda tenho dificuldade de falar o G deles... porque muitos de nós, brasileiros - e muitos estrangeiros de diversos países - não conseguem perceber a diferença entre o H e o G. Ou até percebe, mas no dia a dia acaba saindo tudo igual hahahaha... (no filme belga Mariana, sobre a vida e a obra do cantor e compositor belga-italiano Rocco Granata, isso é retratado com bastante humor! Recomendo o filme, aliás!!)

Já o 'R' deles é aquele 'R' paulista, em portugal também se usa o R belga no começo das palavras. Você bate a ponta da língua nos dentes, sabe?

Também lembramos que o 'J' deles tem som de 'i'. 'Jij' significa 'você' e se pronuncia 'iéi'. Confusão né?

Lembrando que este é o holandês da Bélgica, e a forma como é falada, o sotaque, é o que mais diferencia esse holandês do da Holanda! Mas, no fim, dá pra entender os dois, não se preocupe! Mas os holandeses vão perceber que você aprendeu holandês belga quando vocês forem para lá super afiados falando holandês com todo mundo!

Agora, as saudações! Anotem aí e vão ver o vídeo para saber como se pronuncia isso certinho!

Hallo, hoe gaat het?
Olá, como está? *

Alles goed. En met jou?
Tudo bem. E com você?

Alles goed! - ça va
Tudo bem!

Aangenaam!
Muito prazer!


  • 'Het' é a forma deles dizerem "isto". Mas também é necessário para indicar do que você está falando. Nós chamamos de "sujeito oculto" quando não indicamos o sujeito, lembra? Na frase "Como está?" o sujeito é "você", estamos dizendo "como você está", mas mesmo sem o "você", entendemos perfeitamente o que a pessoa quis dizer. No caso do holandês, não tem como dizer "hoe gaat?". Você diz, literalmente "Como vai isto", querendo dizer "como está sua vida, sua situação".
  • 'ça va' é, na verdade, uma expressão francesa muito utilizada na Bélgica. Os holandeses nunca responderiam assim porquê eles não têm qualquer ligação com a França, diferente da Bélgica, que tem o francês como língua oficial também. Salut, como veremos a seguir, também é francês mas dita no país inteiro.


*(Traduzindo literalmente. No vídeo, eu digo "como vai você" porquê este seria a forma mais comum que diríamos no Brasil, para facilitar para os belgas que quiserem usar o vídeo para aprender português. Não, ninguém diz "Oi, como tá?" e você sabe disso, mas os belgas não! hahaha)

Goeiedag!
Bom dia! - mais geral

Goeiemorgen!
Bom dia!

Goeiemiddag!
Boa tarde!

Goeieavond!
Boa noite!

Goeienacht!
Boa noite! - para quem está indo mesmo dormir


  • Não precisa entrar em desespero aqui! O que você está vendo é uma variação do que você já aprendeu lá em cima com os sons! "Goeie" é o mesmo que "Goed". Ele virou "goeie" com o uso do dia a dia, e hoje é a forma oficial. E é mais fácil mesmo! Tente dizer "Rud avond" e "ruiê avond"! A segunda forma é mais suave, não?
  • "Goed dag", "goed morgen", "goed middag"... também está certo, mas entraram em desuso.
  • Sim, eles juntam duas palavras numa só. As vezes 3, as vezes 5. Legais eles, né? Por isso que a gente toma um susto por nada. A palavra é enorme porque ta tudo colado numa coisa só.


Dag!
Tchau!

Tot de volgende keer!
Até a próxima vez!

Tot later!
Até mais tarde!

Tot morgen!
Até amanhã!

Salut!
Tchau!



  • Se você manja de inglês, vai ter percebido que "later" é igual ao "later" inglês, inclusive significam a mesma coisa! E "morgen" na verdade lembra muito a palavra "morning", só que no inglês, "morning" significa só 'manhã' e 'amanhã' se diz "tomorrow". Em holandês, "morgen" significa 'manhã' e 'amanhã', o que facilita tudo! ^_^
  • Alá o francês infiltrado no holandês denovo... 


Gente, esse vídeo foi bem divertido de fazer! Só espero que ajude de verdade a vocês irem pegando os macetes do holandês!!




Tot de volgende keer!!
Saluuuuut!

sexta-feira, 1 de julho de 2016

Você conhece a língua Holandesa?

Confusão, né? Afinal, esse blog fala sobre a Bélgica ou sobre a Holanda?

Bélgica, claro! Mas se você já acompanha o blog há mais tempo, já sabe que na Bélgica se fala 3 línguas oficiais: Francês, Alemão e Holandês!

Os motivos históricos disso vão muito além da localização do país (que faz divisa com Alemanha, França, Holanda e Luxemburgo). A história da Bélgica é chatinha (vale a pena dar uma pesquisada, no entanto!) mas resumindo, a Bélgica tornou-se um país independente apenas em 1831 e, nessa época, ela era oficialmente apenas francófona, ou seja, o francês era a única língua oficial. Mas como metade do país falava holandês e uma pequena porção falava alemão, essas duas línguas também acabaram sendo oficializadas porteriormente!

Imagine a Bélgica sendo divida ao meio horizontalmente. É literalmente essa a situação linguística do país: a metade de cima fala Holandês, a metade de baixo, francês. E um pedacinho minúsculo da parte de baixo ainda fala alemão. Essas línguas possuem seus regionalismos, mas se parecem muito com as línguas de seus países de origem.

Eu moro na parte de cima, em que se fala holandês. O holandês belga também é chamado de neerlandês e flamengo, mas a principal diferença do holandês da Holanda é o sotaque mesmo. O Holandês da Holanda soa um pouco como o português de Portugal, mais duro, com o X e R mais ásperos e acentuados, enquanto o flamengo é mais suave e tem o R como o R paulista. 

Para você que nunca teve contato com a língua mas tem vontade de conhecer, tenho uma novidade: em parceria com o belga gato Pieter Moons, vamos começar uma série de vídeos mostrando as facetas dessa língua tão peculiar e encantadora: o holandês!

Fique com o vídeo de introdução para saber o que pode esperar dessa série e para já ficar com o gostinho da dificuldade em aprender esse trava-língua em forma de meio de comunicação humana!

Com vocês, mais um vídeo do Canal Aqui na Bélgica!


quarta-feira, 22 de junho de 2016

Conseguindo um visto para a Bélgica!

Oi pessoal!! Tudo bem?

Eu sei que muita coisa não vai bem, especialmente se você vive no Brasil ou na Bélgica.

O Brasil está não só afundado numa crise financeira que, apesar de ter demorado a chegar, bateu forte e parece ter levado o país ao fundo do poço para todo o sempre... Mas além disso, estamos vivendo um momento de denúncias e punições a corrupções que sempre existiram, dividindo a opinião pública e fazendo da vida do brasileiro um verdadeiro inferno!

Neste momento, a Bélgica também não está lá essas coisas: aparentemente, a Bélgica é o ninho do terrorismo europeu, abrigando radicais islâmicos organizados que dedicam suas vidas (literalmente) a apavorar a população com o objetivo de tirar as tropas belgas - e europeias - da Síria.

Ainda assim, muita gente anda me perguntando como diabos se consegue um visto para a Bélgica? Afinal, com terrorismo e tudo, aqui ainda parece ser um país mais promissor do que o Brasil no momento, acredite você ou não...

Pois bem! Estou aqui escrevendo esse artigo para aquelas pessoas que estão cansadas, desmotivadas e que não aguentam mais o nosso Brasil de meu Deus e estão pensando na possibilidade de vir para a Bélgica tentar a vida.

Primeiro de tudo, é importante dizer que quase todas as informações sobre imigração para qualquer país você encontra no site da embaixada ou do consulado daquele país no Brasil. No caso da Bélgica, as informações que eu vou passar aqui são baseadas no site do Consulado Belga de São Paulo, no site da Embaixada da Bélgica de Brasília e na minha própria experiência.

Bom, vamos lá:












Afinal, QUEM TEM PERMISSÃO PARA IR MORAR NA BÉLGICA?

- Descendentes - óbvio. Se seu pai ou sua mãe é belga, você é também (mas atenção: só até os 28 anos! Vai entender por quê...).

Nem todos os países permitem a dupla nascionalidade, mas para a sua sorte, o Brasil e a Bélgica sim, então vai atrás de requerer um teste de paternidade ou documentos que comprovem a sua descendência que, assim, você tem livre entrada na Bélgica. Se você tem certeza e tem todas as formas de provar que é filho de belga, contacte o Consulado Belga da sua região e peça pelo documento chamado "Conservação da Nacionalidade Belga". Não adianta pedir por esse documento depois dos 28, ou seja, ao completar 28 anos, você acaba perdendo o direito de dupla nascionalidade, então não perca tempo!

Ah! Importante dizer que, para registrar, legalizar e traduzir todos os documentos necessários para a dupla cidadania no Consulado, você vai ter que desembolsar cerca de R$400,00.
Outra coisa importante é que se você teve um filho ou filha com um(a) belga, o procedimento será quase o mesmo, mas você terá que pedir um outro documento no Consulado chamado "Atribuição de Nacionalidade Belga". 

Se é seu avô ou avó ou outro parente que era belga, infelizmente, não há o que fazer. Você não tem direito a cidadania Belga - a não ser que seu bisavô belga, por exemplo, assinou esse documento do Consulado assegurando a cidadania belga ao seu avô, que fez o mesmo para o seu pai, que pode fazer o mesmo para você... entende?

- Apaixonados... Se você caiu na rede belga do amor, é possível que esteja querendo ir para a Bélgica para poder viver feliz para sempre ao lado do seu boy/girl magia. A boa notícia é que você consegue permissão para ficar no país sem precisar se casar com ninguém!
Isso é o que chamamos de Coabitação: Seu parceiro ou sua parceira belga atesta oficialmente que será seu responsável financeira e juridicamente, por tanto, ele ou ela deve responder a alguns pré-requisitos para poder trazer você ao país. Além disso, vocês devem provar que são mesmo namorados por algum tempo e que já se encontraram algumas vezes. Para saber detalhes de como é todo o processo, clique aqui.

Vale lembrar que as regras da Coabitação não é restrita a uma relação amorosa, ou seja, você pode pedir a Coabitação para ir morar com um tio, primo, amigo e etc.

No caso de quem se casa com um ou uma belga, as coisas são um pouco mais simples para conseguir a cidadania belga, mas só um pouco. A chance de sua estadia no país ser negada é quase nula, mas ainda assim, o/a imigrante terá que cumprir com alguns deveres dentro do país.
  
- Trabalhadores! Sim, é possível chegar na Bélgica com seu trabalho garantido! Um dos empregos mais procurados por imigrantes é o de babá, ou Au Pair, sendo que existem agências brasileiras que se dedicam quase que exclusivamente para isso!
Se você manja um pouco de inglês, pode ainda se cadastrar em alguns sites belgas que te encaminham para as empresas que precisam de brasileiros. Para saber mais, clique aqui.

Os estudantes que conseguem bolsas de estudos ou intercâmbios culturais poderão, obviamente, entrar no país, mas terão permissão para ficar apenas durante o período pré-determinado pela bolsa de estudos ou agência responsável. Qualquer estudante que exceder o tempo pré-determinado estará infringindo a lei e permanecendo ilegal, ainda que ele tenha conseguido um emprego.

ENTRANDO ILEGALMENTE






Bom, todos nós, brasileiros, temos permissão para ficar na Bélgica ou em qualquer país europeu por até 90 dias sem necessidade de visto. As regras para turistas são rígidas: se você tem uma passagem de avião de ida e volta de 3 meses, você precisa mostrar que tem dinheiro para se bancar por todo esse tempo, além de estadia comprovada, seguro de saúde e tudo mais (para saber mais sobre Turismo, clique aqui).
Mas é assim que muitas pessoas encontram a chance de entrar no país: uma vez soltas e livres pelas ruas belgas, elas simplesmente tentam encontrar um lugar para ficar e um trabalho de qualquer coisa o mais rápido possível, tudo ilegalmente e com a ajuda de outros que já moram aqui a mais tempo na mesma situação.

A verdade é que, se dentro dos 3 meses que você estiver na Bélgica como turista, você for chamado para trabalhar em uma empresa e ela se compromete a providenciar toda a papelada para você ficar, você terá a oportunidade de ficar LEGALMENTE no país sem qualquer dor de cabeça.
Você pode estar se perguntando "Mas por quê uma empresa iria querer fazer isso por mim?"
Pois saiba que muitas empresas precisam de trabalhadores brasileiros, seja por causa da língua, seja por uma especialização específica - por exemplo, se você for biólogo com experiência em alguma espécime do cerrado brasileiro, ou se você é pedreiro e sabe fazer calçadas no estilo do mozaico português, enfim. Mas além disso, saiba também que muitas empresas recebem subsídios do governo para empregar estrangeiros.

Em outras palavras: se você tem algum talento, venha dar uma pesquisada pessoalmente no país, e vai sondando as oportunidades. Se não der em nada, você volta depois de 3 meses para o Brasil mais preparado e com alguma bagagem cultural! Mas se você não tem dinheiro para vir sondar as oportunidades, avalie bem os riscos de tentar uma vida ilegal na Bélgica. Muita gente conseguiu e está aqui há anos, trabalhando e vivendo ilegalmente. Não conheço ninguém nessa situação que está bem financeiramente, juntando dinheiro, mas existe, sim, gente vivendo melhor assim do que estaria no Brasil. Você deve tomar uma decisão dificil, pesar suas prioridades, saber qual é ou quais são as suas metas na vida.

Envie suas dúvidas por aqui ou deixe um comentário!

Boa sorte!





O lixão belga...

Olá todo mundo!!

Hoje o assunto é... LIXO!

Não sei você na sua cidade, mas na minha terra natal, a reciclagem de lixo era feita pela própria população. As pessoas mais pobrezinhas se acotuvelavam pelas ruas e calçadas atrás de latinhas de cerveja e refrigerante, e havia quem viesse em casa buscar jornais e papeis para vender a empresas maiores, que pagavam centavos por um quilo de papel ou metal.

Qual não foi minha surpresa e encantamento quando cheguei na Bélgica e vi como tudo é aproveitado! O lixo orgânico é separado dos papéis, que é separado dos vidros, que é separado dos metais, e assim por diante. Tudo muito limpo, organizado e barato!

Há quem discorde que este seja um serviço barato, uma vez que você está pagando para jogar seu lixo fora. Mas pergunte para os catadores de latinha brasileiros se eles não prefeririam fazer isso uniformizados, ganhando salários dignos, usando equipamentos de segurança, tendo direito a férias e décimo terceiro? Antes de reclamar dos trintinhas que pagamos por ano para a coleta e reciclagem de lixo na Bélgica, vamos exaltar esse sistema que funciona, não é mesmo? ^_^

Bom, a cada quinzena o seu lixo é coletado na porta da sua casa. Como tudo é separado, seu saco de lixo de 15 litros demora mais para encher do que demoraria no Brasil, onde o lixo é coletado semanalmente.
Mas, se te dá a louca e você resolve fazer aquela faxina bem dada na sua casa, você pode levar todo o lixo para o Container Park, um lugar contendo todos os containers para todos os tipos de lixo possíveis e imagináveis! Desde uma latinha de refri até móveis, madeiras e produtos tóxicos!

Para entender melhor, assista mais esse episódio do canal Aqui na Bélgica!



domingo, 12 de junho de 2016

Um pequeno desabafo...

E aí pessoal, tudo bem com vocês?

Comigo está tudo OK, obrigada por perguntar. Só não está esplendido porque a gente acaba ficando chateado com coisas que vemos as vezes na internet...

Bom, todos temos direito de dizer o que queremos, óbvio. Principalmente na internet, que não só expandiu nosso conceito de "liberdade de expressão" a níveis inimagináveis mas que também inspira e motiva todo mundo a soltar o verbo sem medir consequências...

Por isso, para estrear o novo cenário do nosso canal do Youtube Aqui na Bélgica, resolvi entrar nessa questão da liberdade de dizer o que quiser desde que ultrapassemos a fronteira do bom senso e do respeito ao próximo!

E você, já ficou chateado com algo que disseram na internet e teve a chance de responder?
Comente e dê sua opinião!

Para entender certinho o que houve, confira o vídeo na integra!




Ah! E o que acharam do cenário novo? Ainda preciso arrumar aqui e ali, mas ficou fofo, não ficou? ^_^

sábado, 16 de abril de 2016

Coisas brasileiras que a Bélgica não tem!

A Bélgica não produz Havaianas As Legítimas!, mas você encontra lojas que as vendem em quase todas as cidades.

A Bélgica não vende arroz e feijão em sacas de 5 quilos, mas você encontra um substituto facilmente.

A Bélgica não vende biquinis perfeitos como os do Brasil mas, num país frio como este, não é que você irá sentir tanta falta assim.

E enfim, quase todos os produtos facilmente encontrados no Brasil que você sentir realmente falta, você poderá encontrar em lojas estrangeiras nas ruelas de Bruxelas.

PORÉM, TODAVIA, CONTUDO, existem aqueles produtos que você não encontra em nenhum lugar na Bélgica e você percebe que precisava daquilo PARA VIVER EM PAZ COM O MUNDO! Bate o desespero, você começa a suar frio e o pânico toma conta do seu ser.

Não, a Bélgica não é perfeita. Segue o vídeo em que eu lhes conto quais os 5 produtos que compramos facilmente no Brasil mas que aqui você não vai achar! Daí, se você também precisa deles para sobreviver, não esquece de colocar um belo estoque deles na mala ANTES de vir para cá!!




domingo, 10 de abril de 2016

Documentos Necessários para passear na Bélgica - e/ou Europa



Olá gente chique do meu Brasil, que está planejando visitar a Bélgica num futuro não tão distante!
Esse post é destinado para você!

Segue lendo que eu vou explicar direitinho tudo o que você precisa para vir passear na Bélgica e Europa!

ANTES DE MAIS NADA, SAIBA QUE


  • A Europa está fechando o cerco e ficando mais rígida quanto a entrada de estrangeiros por conta dos recentes ataques terroristas (final de 2015 em Paris e começo de 2016 em Bruxelas). PORÉM, se você trouxer todos os documentos certinho, é muito pouco provável que você seja mandado embora. A Europa gosta de turistas, não importa de onde venham: eles querem que você venha gastar seu rico dinheirinho aqui! Você só precisa tomar cuidado para não ser confundido com um imigrante, mas fica tranquilo que tudo vai dar certo se você seguir as dicas a seguir!
  • Antes de você sair como desesperado querendo a devolução da sua passagem que você comprou antes dos ataques terroristas, eu te digo: CALMA! Não é tão terrível quanto parece! O risco de um novo ataque existe, sim, e não, não dá para prever nem evitar. Mas não deixe de viver essa oportunidade única para muitos brasileiros de visitar a Europa por medo desses radicais idiotas. E pode ter certeza que qualquer cidade aqui na Europa ainda é muito mais segura que a maioria das capitais brasileiras!

Escolhendo uma Companhia Aérea

Eu já vim para a Europa por muitas companhias diferentes e posso dar minha opinião pessoal, mas como eu tenho compromisso com a verdade, vou compartilhar aqui não só minhas próprias experiências mas também a de muitas pessoas que eu conheço e também de pesquisas feitas na internet, ok?

Lugares ideais para Pouso

  • Bélgica: Bruxelas
  • Holanda: Amsterdã 
  • França: Paris
  • Alemanha: Berlim, Munique, Frankfurt
  • Suíça: Zurique
Estes lugares são ideais para pouso porque as pessoas da imigração costumam ser muito gentis e raramente mandam os turistas de volta para casa.

EVITE POUSAR EM

  • Inglaterra: Londres
  • Espanha: Madri, Barcelona
Estes são lugares conhecidos pela rigidês no controle de passagens e vistos. Muitos turistas são mandados de volta para casa mesmo que tenham todos os documentos necessários em mãos. Ali, é uma questão de sorte e fé e do humor do agente do aeroporto...

Lugares Neutros

  • Itália: Roma
  • Portugal: Lisboa, Porto
  • Marrocos: Casablanca
  • Turquia: Istambul
Estes lugares são neutros porque:
  • não tenho idéia de como é chegar na Europa passando por Marrocos ou pela Turquia. 
  • No caso de Portugal, eu não recomendo porque as pessoas que trabalham nos aeroportos portugueses estão sempre de mau-humor e são super antipáticos, e sério, ainda não conheci nenhum brasileiro que tenha passado por Lisboa que não tenha tido alguma experiência desagradável ali. Lamentável! Só que deixam passar. São chatos mas deixam. 
  • Na Itália, onde já fui várias vezes, quase toda santa vez eles implicam com o meu passaporte e me deixam esperando lá uns 10 minutos enquanto vão buscar um supervisor ou algo assim. Isso porque eu tenho que mostrar meu passaporte e permissão belga, mas isso é muito inusitado e confuso para os italianos, aparentemente... mas são gentis, isso sem dúvida.

Companhia Aérea:

Essas são as companhias que eu recomendo:
  • KLM
  • Luftanza
  • Air France
  • Swiss
  • TAP
Essas são as que eu conheço e recomendo pelas ótimas refeições, entretenimento e gentileza a bordo!
Se quiserem saber mais detalhes, eu comparo os vôos que fiz com a TAP e com a Air France nesse outro blog meu AQUI.


Documentos necessários para entrar na Europa


Esses são os documentos que te pedem quando você chega no aeroporto europeu:

  • Passaporte válido por, no mínimo, 6 meses. Ou seja: se seu passaporte vence em dezembro e você está pensando em ir para a Europa em setembro, não deixe de renovar esse passaporte! O novo passaporte fica pronto em 10 dias!
  • Passagem de ida e volta com data de 90 dias ou menos. Todo brasileiro pode ficar na Europa por 90 dias sem necessidade de nenhum visto especial. Mas atenção: 90 dias não é igual a três meses! Existem meses com 31 dias, então não esqueça de fazer as contas antes de marcar sua viagem!
  • Cartão Internacional e uma quantia de 50 euros por dia. Se você não tem um Visa ou um MasterCard ou Maestro Internacional, vá até uma casa de Câmbio (como a Western Union), compre os seus euros e já faça um cartão internacional lá mesmo. A conta para saber quantos euros você precisa trazer é tipo assim: "Vou ficar 15 dias na Europa. Preciso de 50 euros por dia. 15 vezes 50 é igual a 750. Então preciso de 750 euros!" Peça pelo comprovante da casa de câmbio contendo o valor que você comprou em euros para poder mostrar para os agentes de imigração europeus.
    Dica: Traga metade desses euros em espécie (em dinheiro, papel!) porque nem todos os lugares na Bélgica e Europa aceitam cartão de crédito e sacar esse dinheiro num caixa eletrônico custa dinheiro!  
  • Seguro Saúde que cubra 30 mil euros. "30 mil???" Calma! Esse seguro saúde não vai custar mais que uns 300 reais, mas se você precisar ser hospitalizado na Europa, suas despezas serão pagas por esse seguro. Esse seguro-saúde pode ser comprado em uma agência de viagens ou na mesma casa de câmbio em que você conseguir seu cartão internacional.
  • Reservas de hotéis ou Carta Convite. As reservas de hotéis devem, obviamente, cobrir todos os dias que você for ficar na Europa. Se você for se hospedar por alguns ou todos os dias na casa de um amigo ou parente europeu, você vai precisar de uma carta-convite. A carta-convite é uma carta escrita pela pessoa que vai te receber na Europa e deve conter todas as informações oficiais dela, além da pessoa dizer, na carta, que será seu responsável e estará disponível para as autoridades. Segue o modelo em inglês e o texto em vermelho entre aspas deve ser substituído: 

Data e Local
(Nome do cidadão europeu)
(Endereço Completo dele)
(Telefones para contato)

To immigration Officer / Consular Officer

To whom it may concern,

I, (Nome do cidadão europeu), (estado civil), (ocupação), holder of the Passport (número de identidade), residing at (endereço completo), hereby declare to all effects and purposes, that I invite (seu nome), (sua nacionalidade), (sua profissião), holder of Passport (número do seu passaporte) and resident at (seu endereço completo) to visit me from (data de entrada na Europa) to (data de saída). I’m (friend (amigo), uncle (tio), cousin (primo), etc) of (seu nome) and clarify that (seu nome) will stay at my residense during the entire period of (his/her) time in (cidade e país onde o europeu mora).

(Seu nome) travels as a tourist and will fund (his/her) own trip. In attachment, I provide documents that prove my (nationality (no caso dele ser europeu) ou my regular situation with immigration (no caso de apenas ter permissão para estar no país). I am available for any clarifications that are necessary

Best Regards,
______________________________
Signature


Obs.: o ideal é que a carta seja escrita na língua oficial do país ou região. No caso da Bélgica, ela pode ser escrita em francês, holandês, alemão ou inglês mesmo.

Passando pela imigração...


Olha, muita gente que é mochileiro de primeira viagem tem medo dessa tal "imigração". Se você não está pensando em ficar ilegal no país ou se não está trazendo nada ilegal na bagagem, não há nada o que  temer. Os agentes da maioria dos países, como já disse lá em cima, são gentis e querem que você venha vistar a Europa, então você é, sim, bem-vindo aqui. Só que eles não têm como saber suas reais intenções, então se eles começarem a fazer perguntas, responda honestamente e não fique magoado, levando isso pro lado pessoal, eles só estão fazendo o trabalho deles.
Minhas dicas para passar por ali numa boa:

  • Seja gentil! Ser arredio com os agentes não te traz qualquer vantagem! Traga um sorriso no rosto e uma atitude positiva, sem perder a seriedade, lógico.
  • Responda tudo o que perguntarem honestamente. Se você tem um namorado e vai conhecê-lo pela primeira vez pessoalmente, por exemplo, não hesite em dizer isso a eles se eles te perguntarem. Quando eu vim pela primeira vez, me aconselharam a mentir e dizer que estava simplesmente a passeio, porque dizer que tenho um namorado belga podia fazer com que eles evitassem a minha entrada já que as chances de eu ficar era grande. A verdade é que a probabilidade de você querer ficar por ter um amor europeu é a mesma de ele querer ir embora com você pro Brasil, não é verdade? Os agentes de imigração não ligam de você ser um potencial imigrante! Eles não tem nada a ver com isso! O que eles querem evitar é a entrada de imigrantes ilegais! Dizer a verdade soa mais natural (porque é!) e evita constrangimentos como você se perder numa história inventada e aí sim chamar a atenção dos agentes...
  • Seja prático! Ao entrar na fila para passar pela imigração, já vá deixando acessíveis todos os documentos que trouxe. De preferência, leve-os todos em uma pastinha na sua bagagem de mão e segure essa pastinha nas mãos quando estiver chegando a sua vez! Ainda que eles estejam de extremo bom humor e não te peçam nenhum dos documentos, só de você tê-los em mãos já é um indicativo que você veio bem informado e preparado, e eles adoram gente assim!
  • Não enrole! A fila de turistas e imigrantes é enorme, você vai ver. Responda APENAS o que te perguntarem e, mesmo que o agente seja um amor de pessoa e você se sinta tão a vontade que queira compartilhar toda a sua experiência com aquele simpático senhor, lembre-se que ele não está ali para fazer amigos! 
  • Lembre-se: todos são livres para ir e vir! Você tem esse direito, não tenha medo! Estrangeiros entram diariamente e AOS MONTES tanto na Europa quanto no Brasil. Não se sinta invadindo nada. Se por um acaso você for barrado, questione!!

Passando pela imigração, você está livre, leve e solto para começar a FERVER NA EUROPA!! UHUUUL!!



DICA DE OURO: Ainda no aeroporto, procure alguma loja que venda chips Doritos? para celular europeus, porque acredite em mim quando te digo que Claro, Tim, Oi e Vivo não funcionam aqui - mesmo quando eles dizem que sim. 

Boa viagem!!






sexta-feira, 8 de abril de 2016

RESPONDENDO PERGUNTAS FREQUENTES - Parte 4

Alô alô, marciano!
Aqui quem fala é da Bélgica!

Postei um vídeo novo mas velho respondendo a pergunta "Para onde ir: Valônia, Flandres ou Bruxelas?"

Esse é o quarto (ui!) vídeo da série Perguntas Frequentes e, de fato, essa é uma pergunta recorrente.

Quem nunca veio para a Bélgica não consegue imaginar qual a diferença entre essas três regiões, aliás, é difícil acreditar que um país tão pequeno possua TRÊS regiões tão distintas, não é mesmo? Pois é...

As diferenças vão além da língua que eles falam em cada região, não se engane!

Assista o vídeo e descubra!




quinta-feira, 7 de abril de 2016

Trabalhando na Bélgica


Ultimamente, a vida não está fácil para ninguém - e em lugar nenhum.
Nunca o dito popular "Se correr, o bicho pega. Se ficar, o bicho come" fez tanto sentido, não é mesmo?

É essa a situação do brasileiro que quer vir para a Europa: se o Brasil está passando por um dos momentos mais delicados da nossa história, a Europa também não pode dizer o contrário: além da crise financeira dos últimos anos que deixou marcas profundas na economia de praticamente todos os países da Europa, ataques terroristas, agora, assombram a vida dos cidadãos europeus, que nunca sabem quando essas ameaças irão ter fim.

Mas, bem, o sol brilha para todos! E se você botou na cabeça que a vida na Bélgica é mais promissora do que no Brasil mesmo com as ameaças iminentes dos terroristas, quem sou eu para discordar?
Não, muito pelo contrário!

Confira nesse post algumas dicas de como arrumar emprego na Bélgica e entrar legalmente no país a trabalho!

Antes de mais nada...


  • É importante saber que, por conta dos ataques terroristas de março, a entrada de estrangeiros no país ficou ainda mais complicada. Agora, é preciso que você, como imigrante, assine um documento em que atesta que está disposto a se integrar na cultura da Bélgica e que irá fazer tudo para tal, como curso de idiomas e aulas de integração. Eu achei isso estranho porque quando eu vim para cá em 2012, já haviam me avisado que eu era obrigada a fazer o curso de holandês e de integração, mas enfim. Se você conseguir permissão para ficar na Bélgica, seguir essas regras será o de menos, né?
  • SEM INGLÊS AQUI você não é nada. Vir falando só português é pedir para passar fome, mesmo legalmente. Lógico que você não precisa de inglês se você fala uma das línguas oficiais do país (neerlandês/holandês, francês, alemão), aliás, e até melhor se você falar uma dessas línguas. 
  • Tipo de trabalhos possíveis: Gente, coloca na cabeça uma coisa: a maioria dos brasileiros que vem para a Bélgica tentar uma vida melhor precisa trabalhar, e muito, o emocional. Isso porque a maioria começa do zero! Ou seja, tem muita mas muita gente graduada, com diploma na gaveta da casa belga, trabalhando com faxina, auxiliar de pedreiro, garçom e dando graças a Deus que conseguiram pelo menos isso! Antes de vir para a Bélgica, coloque na cabeça o que você quer fazer da sua vida, qual é a sua prioridade, porque não está fácil para ninguém aqui, nem para os belgas graduados que falam sete línguas fluentemente. Vamos ser realistas antes de jogar tudo para o alto e se arriscar nessa, ok? :-)

SITES INTERESSANTES


Aqui na Bélgica existem duas principais formas de arrumar emprego: entregando seu currículo diretamente nas empresas ou, o mais comum, se cadastrando em escritórios de empregos, os chamados Interims. Portanto, aqui é muito comum se cadastrar em dezenas de sites especializados em filtrar empregos para você. Isso é diferente no Brasil, né? Normalmente, colocar seus dados em sites brasileiros que te prometem empregos é cilada, mas não aqui. 
A lista a seguir é de sites seguros usados pela maioria das empresas sérias da Bélgica para encontrar trabalhadores. Eu mesma estou inscrita em praticamente todos eles, hehe...
Estes são os que eu conheço, mas existem muitos mais. Todos eles também podem ser acessados em Francês, aliás.
Você pode se inscrever em todos eles. Coloque seu curriculo e uma cartinha de motivação, dizendo o porque você seria um bom candidato para qualquer trabalho que eles tenham para oferecer.

Profissionais em Alta na Bélgica

Os profissionais a seguir conseguem emprego facinho na Bélgica:
  • Dentistas
  • Químicos
  • Profissionais de TI
  • Médicos
  • Farmaceuticos
  • Enfermeiros 
  • Engenheiros Civis
  • Engenheiros Mecânicos
  • Teólogos
  • Arquitetos
  • Profissionais de Direito
  • Profissionais de Gestão Comercial
  • Biotécnicos

Estas são as profissões em alta no momento e que, sério, SEMPRE tem vaga. Muitas vezes as empresas que trabalham com esses profissionais te contratam mesmo que você esteja ainda no Brasil e te oferecem até o curso de holandês/francês de graça. Vale a pena se inscrever nos sites se você possui um desses diplomas E fala inglês (nem que seja o básico).

Para quem não tem um dos diplomas acima ou qualquer diploma, nem tudo está perdido. Estas são as opções de trabalho que aceitam pessoas com qualquer grau de educação e não exigem nem mesmo uma das línguas do país ou inglês:
  • Limpeza Doméstica
  • Limpeza Empresarial
  • Assistente de Obras
  • Assistente Pessoal (cuidadoras de velhinhos ou deficientes)
  • Babás
  • Controle de Qualidade em Fábricas
No caso de Assistente de Obras, não quis dizer pedreiro, pois os pedreiros belgas são formados em cursos técnicos. Pelo que eu vejo (pois não estou muito em contato com essa área), os empregadores da área de construção procuram brasileiros e portugueses principalmente para colocar pisos em mosaico, os chamados mosaicos portugueses. 

DICA DE OURO: LinkedIn, gente, o quê que você tá fazendo que ainda não fez seu perfil nesse site e passou a seguir tudo quanto é empresa belga por lá? 


Arrumando um Emprego

  • Minha dica para quem não fala holandês e não tá entendendo nada dos sites que eu passei lá em cima é que use e abuse do Google Tradutor para poder preencher os formulários e se increver nos Interins, porque essa é a única forma, ao meu ver, de você ter chance de encontrar um emprego na Bélgica sem realmente estar aqui, a não ser pelo LinkedIn ou por algum conhecido que já more aqui e que procure um trabalho por você. 
  • Dica: você fala um pouquinho de francês ou um pouquinho de espanhol (portunhol rsrs) ou um pouquinho de alemão ou qualquer outra língua que o português? Bota lá no site que você FALA essas línguas. Muitas vezes você nem vai precisar delas mas ser poliglota aqui na Bélgica é fundamental. Só o inglês que é mesmo importante que se conheça bem porque a entrevista de emprego será provavelmente nessa língua. 
  • Uma vez inscrito, as possíveis vagas chegarão para vocês por email. Responda o email imediatamente! Use do seu melhor inglês ou peça para alguém te ajudar com isso, porque a parte mais importante disso tudo é conseguir uma entrevista de emprego!
  • Se tudo der certo, você conseguir uma entrevista via Skype ou algo assim e conseguir um trabalho na Bélgica, o resto é história! Seja bem-vindo no país da cerveja, chocolate e do lindo! Jean-ClaudeVan Damme



sexta-feira, 1 de abril de 2016

Apaixonado por um belga! E agora?

casal interracial
Aaaai mas esses belgas são mesmo apaixonantes, não é mesmo? Lindos, educados, dedicados, amorosos, enfim, tudo de bom! A saudade é tanta que nem cabe no peito! Ninguém merece, nem o pior dos inimigos, viver um amor a distância. Fala a verdade?

Pois bem: apesar de nos sentirmos azarados muitas vezes em termos nos apaixonado por um belga, a sorte estava, sim, trabalhando em conjunto com o cupido: viverem juntos pode ser mais simples do que se pensa!

Verdade seja dita:

Se mudar para um país nunca é simples. São sempre muitos documentos, muita burocracia, enfim, tudo sempre muito complicado. Aqui na Bélgica não é diferente. Para tudo precisamos traduzir, legalizar, levar aqui e ali, etc. Mas só pelo simples fato de duas almas apaixonadas não precisarem se casar para viverem juntas na Bélgica mostra que este país é 'gente boa' com a gente, vai!

E qual é a vantagem de não se casar?
Bom, normalmente os homens é que podem te dar mil motivos para evitar o enlace, né? Mas aqui vão dois motivos para se considerar:

  • A exigência do casamento poderia ser constrangedora para uma das partes. 
  • O amor pode acabar. Infelizmente, pode. E enfrentar um divórcio é bem complicado.

 Ah lembrei de mais um:

  • Um casamento pode significar festa, união de familiares, abundância e luxo... tudo muito difícil e ainda mais caro que o normal! numa união entre estrangeiros!


Se você concorda com os empecilhos acima, é melhor que você simplesmente vá morar com seu ou sua namorado(a) na Bélgica, e é isso que chamamos de Coabitação.

Requisitos para a Coabitação:


  • Vocês dois devem ser maiores de idade! 
Ou seja, ter pelo menos 21 anos.
  • Você e seu parceiro devem se conhecer por pelo menos dois anos e poder provar isso OU terem morado juntos durante um ano OU terem um filho juntos.

Ex: eu e meu namorado tínhamos nossa primeira mensagem em uma mídia social, em que se via a data. Um "Oi, tudo bem?" já é suficiente! Mas tem que datar de pelo menos dois anos do momento em que você dá entrada no processo lá na Bélgica.

  • Você e seu parceiro devem ter se encontrado três vezes pessoalmente e passado pelo menos 45 dias juntos no total. 

Ex: eu e meu namorado provamos isso com passagens de avião. Enquanto namorávamos a distância, ele foi me visitar algumas vezes no Brasil e eu vim também visitá-lo e, somando as datas que ficamos um no país do outro, dava muito mais que 45 dias. Além disso, juntamos todas as fotos que tínhamos juntos, emails enviados um ao outro, presentinhos enviados por correio (fotos), juras de amor nas mídias sociais, fotos dele com a minha família e eu com a dele e etc, montamos um dossiê com tudo isso e entregamos na prefeitura da cidade, no departamento responsável por imigrantes.

  • O seu parceiro deve estar trabalhando em um trabalho estável e ganhando o suficiente para sustentar a ambos.

 É difícil dizer, aqui, quanto seria o "suficiente" para que seu parceiro possa alegar que pode te sustentar, mas com certeza não menos que €1360,62 líquido (netto). Se ele tem um contrato de tempo indeterminado (ombepaalde duur) e de 38 horas semanais (voltijds), ainda que receba um salário mínimo, já pode sustentar mais uma pessoa. Isso porque os impostos dele serão reduzidos a partir do momento em que ele sustenta alguém. Mas isso varia muito de caso para caso (se vocês tiverem filhos, por ex) e de prefeitura para prefeitura. O ideal é que ele ou ela vá pessoalmente na prefeitura da cidade se informar.
Obs.: Mesmo que você tenha dinheiro suficiente para se bancar sozinho(a), se a sua fonte de renda secar, ele(a) tem a obrigação de te sustentar durante os 3 primeiros anos. Essa regra foi criada para que o Estado lave as mãos quanto a você, na verdade. Todo belga ou estrangeiro legalizado tem o direito de receber ajuda financeira do governo, mas você só terá esse direito depois de estar com o mesmo parceiro por 3 anos, entre outros requisitos (vou falar mais a seguir). Essa é a forma deles te desmotivarem a se mudar para a Bélgica só para se beneficiar dessa ajuda financeira. 

documentos, paperwork Documentos Necessários:


Se vocês dois respondem aos requisitos acima, estes são os documentos que você deve trazer do Brasil:
  • Passaporte 
  • Certidão de Nascimento - 2ª via registrada em cartório.
  • Declaração de Estado Civil - conseguida em qualquer cartório da sua cidade. Trata-se de um documento que prova que você é solteiro, divorciado ou viúvo. Óbvio que você não pode ser casado. 
  • Atestado de Antecedentes Criminais - você mesmo pode conseguí-lo clicando aqui. Imprima e registre em cartório. Cada prefeitura tem uma regra, mas já te digo que pessoas com passagens pela polícia terão mais dificuldade de conseguirem permissão para ficar na Bélgica. Se você ou seu/sua belga já teve passagem pela polícia, peça para seu parceiro belga perguntar na prefeitura se isso é um problema por lá.
  • Certidão de Quitação Eleitoral - Clique aqui para poder imprimir este documento. Se você não votou nem justificou seu voto nas últimas eleições, você terá que arrumar isso! Vá a um cartório mais próximo e peça pela sua regularização eleitoral. Você terá de pagar uma multa, mas no mesmo dia terá tudo nos conformes com sua situação eleitoral. Bom, a não ser que sua situação seja muito séria né... (para se ter uma ideia, eu ja deixei de votar em 3 eleições. Para não cancelarem meu CPF e meu passaporte, fui a um cartório na minha ultima visita ao Brasil e paguei uma multa de R$15,00. Resolvi tudo em uma hora). 
  • Seguro saúde que cubra o valor de 30 mil euros. Isso normalmente é facilmente conseguido em agências de viagem ou casas de moedas, como a Western Union por exemplo. Com eles eu paguei cerca de 250 reais para esse plano de saúde de 30 mil. Mas isso faz um tempo, os valores devem ser outros. O seu parceiro belga pode também simplesmente incluir você no plano de saúde dele assim que você chegar no país. Mas ele(a) deve primeiro verificar se isso é possivel e quais os custos desse procedimento com o Plano dele(a).

Obs.: Todos esses documentos (exceto o plano de saúde) devem ser registrados em cartório e traduzidos para a língua falada onde se pretende morar! Se seu belga mora nos Flanderes, Traduza os documentos para Neerlandês. Se ele/ela é da Valônia, para Francês. Se mora na pequena região onde se fala Alemão, para Alemão. Para traduzí-los, você precisa contactar um desses tradutores oficiais, que podem fazer traduções juramentadas. Você paga por caractere (letra), ou linha, ou página... algo assim. Eu não sei os valores ao certo porque optei por traduzir com um tradutor oficial aqui na Bélgica mesmo, indicado pela própria prefeitura. Para traduzir tudo, tive que pagar cerca de 150 euros. 

O seu amor tem muito menos documentos para mostrar as autoridades belgas. São os seguintes:

  • Identidade belga. O RG deles, ou o que chamam de "passaporte" por aqui.
  • Comprovante de renda e residência. A velha conta de água ou telefone no nome dele(a) e uma cópia autenticada do último holerite será o suficiente.

SÓ!

Chegando na Bélgica:

Você tem até 3 dias úteis para se apresentar na prefeitura da cidade e assinar um documento que prova que você está na Bélgica. Uma vez ali, eu recomendo que vocês já tirem todas as suas dúvidas do que é preciso fazer para conseguir a Coabitação (Samenwonend em neerlandês) porque as leis na Bélgica mudam muito rápido e, alem disso, cada prefeitura pode requerer algo diferente para começar o processo, apesar de nunca variar muito. Ali você vai receber um documento chamado Bijlage 3 tipo esse aqui, que será necessário durante o requerimento de permissão para ficar no país. 

Processo do Pedido

Um policial baterá a sua porta. E isso é excelente: ele está ali para ver se você mora mesmo com o seu parceiro. Não é preciso que ambos estejam presentes na hora da visita, você estar ali é o suficiente. 
Ele te dará alguns papéis para assinar e te fará perguntas estranhas, desde como vocês se conheceram até a idade e data de nascimento do seu parceiro. Se ambos estiverem presentes, ele pode querer fazer as mesmas perguntas a ambos separadamente para ver se as respostas batem, por exemplo. Ele pode também querer dar uma olhada em volta, procurando por fotos dos pombinhos e "sinais" de uma vida a dois. 
No meu caso, recebemos a visita de um policial duas vezes. Na primeira vez, morávamos ainda na casa dos pais dele mas eu estava sozinha. Fiquei muito nervosa, mas a conversa fluiu fácil (e em inglês), ainda que eu tenha gaguejado um pouco na hora de dizer o dia do nascimento dele (sempre confundo o ano). Ainda assim, ele foi muito gentil, fez só algumas perguntas como em uma conversa informal, pediu para preencher uns papéis e foi embora em 15 minutos. 
Na segunda visita, que eu sequer sabia que iria acontecer, eu já tinha conseguido a coabitação e nós tinhamos acabado de sair da casa dos pais dele e nos mudar para outra cidade, cerca de 3 meses depois da minha chegada. Naquela manhã, eu estava dando um café da manhã pra mãe e avó do meu namorado quando o policial apareceu. Ele queria ver se estavamos ainda morando juntos, aparentemente para checar se não havia fraude na nossa mudança, mas como percebeu que estava interrompendo uma reunião familiar, pediu para eu preencher aqueles mesmos papéis da primeira visita e foi embora em 2 minutos. Então sim, eles continuam vindo checar se vocês estão juntos mesmo depois de você ter conseguido sua permissão para ficar.

Depois da visita policial: é hora de mecher os pauzinhos! Você leva os documentos que o policial te deu para a prefeitura e conversa com o encarregado por imigrantes. Ele vai te orientar com tudo o que você precisa fazer para conseguir a permissão. Nesse meio tempo, você já consegue um documento de identidade provisório (com duração de 6 meses).

Entrega de Documentos: Sabe todas aquelas fotos, emails, mensagens, ingressos de cinema, avião, zoológico, jogo do Palmeiras e etc que você guardou com tanto carinho nos últimos meses em que namoraram? Junta tudo, mas tudo mesmo que você encontrar e faz um tipo de histórico do namoro de vocês. Imprima tudo bonitinho e entregue com todos os documentos que o cara do departamento de imigrantes da prefeitura te pediu (certamente aqueles documentos listados acima, autenticados e traduzidos). Se você não os traduziu ainda quando chegar nesse ponto, o próprio sujeito da prefeitura te dará nomes e endereços de tradutores oficiais. 
Obs.: Existe uma nova lei agora que exige que as pessoas que pedem por um visto de longa permanência na Bélgica pague por uma quantia (60, 160 ou 215 euros) que varia de caso para caso. Você certamente será informado se precisa pagar ou não por isso e qual o valor no seu caso.

E aí é só esperar a decisão dos belgas! A minha permissão veio dentro de 3 meses, mas já ouvi casos de que demoraram quase todos os 6 meses para darem uma resposta. 

Se a resposta for não, eles te mandam um documento explicando o porque você não ter sido aceito. Normalmente, os pedidos são negados quando há alguma irregularidade nos documentos ou provas: ter antecedentes criminais, o parceiro belga não ter condições financeiras, falta de provas suficientes que comprovem a relação amorosa entre os dois, enfim. Eles podem também simplesmente implicar com a pessoa: casais com muita diferença de idade costumam ter mais dificuldades, por exemplo. Nesse caso, você tem 30 dias para deixar o país ou entrar com recurso. 

casal natureza
Se a resposta for sim, você já pode ir na prefeitura tirar sua identidade belga (no caso, nos moldes belgas, mas você ainda não tem nacionalidade belga, calma!) Trata-se de um documento com chip como este que contém todas as informações úteis para os orgãos públicos, como o seu plano de saúde, sua situação na Bélgica, suas experiências de trabalho na Bélgica - aqui não tem mais "carteira de trabalho" ou "cartão de plano de saúde": tudo está contido nos seus dados online.

E aí? Ajudei? Faltou alguma informação? Mandem suas dúvidas que eu tento ajudar vocês!




Follow by Email